Ganhar para perder

Mais produtiva no trabalho e na escola. Com a possibilidade de ganhar promoção e melhores notas para perder peso. Esta é a ideia que une design e equipamentos de ginástica.…

Tempo de leitura: 5 min.

Mais produtiva no trabalho e na escola. Com a possibilidade de ganhar promoção e melhores notas para perder peso. Esta é a ideia que une design e equipamentos de ginástica. Por conta disso, já existem móveis de escritório que oferecem a função “malhação”.

Leia mais:

Reunião além da mesa – O consenso é a produtividade
Escadas na moda – Novos projetos são contra o sedentarismo

Aparentemente, sentar é o novo tabagismo.

A comparação deve-se aos males que o sedentarismo está causando a milhões de pessoas.

Para combater esta tendência nos escritórios, onde a jornada corresponde a sentar-se imóvel em uma cadeira ao telefone ou computador horas a fio, as empresas estão pesquisando alternativas.

De acordo com cientistas do HEC Montréal, intututo de pesquisas do comportamento da Universidade de Montreal (Canadá), o investimento não se limita à saúde das pessoas, mas afeta também seu crescimento intelectual.

As descobertas do estudo foram publicadas recentemente na revista científica Computers in Human Behavior.

Ganhando-para-perder-sedentarismo

A crítica ao sedentarismo, em quadro de John Holcroft

No estudo, um grupo de voluntários executou um exercício de leitura enquanto caminharam na escrivaninha-esteira por 40 minutos, a 2,41km/h.

Após 10 minutos, todos foram submetidos a um questionário sobre o texto que estiveram lendo.

A experiência foi monitorada com eletroencefalografia.

Quem testou as escrivaninhas com esteiras apresentou significativa melhoria na memória, mesmo horas depois de tê-las utilizado em ritmo baixo e por pouco tempo.

Sua performance foi 34,9% melhor que resultados registrados por pessoas em posição estática.

O movimento do corpo está diretamente ligado à atividade cerebral.

Ganhando-para-perder-escola

Escola na Dinamarca usa mesas com esteiras em turmas experimentais

A descoberta não é nova, mas adequa-se a atingir um novo público, geralmente alheio à prática de exercícios físicos.

Ao convencer de que é possível tornar-se um profissional mais eficiente através do exercício, acredita-se que muitos irão investir neste diferencial em suas carreiras.

Empregadores podem beneficiar-se de uma força de trabalho mais produtiva e saudável.

Na Dinamarca, escola já está testando o equipamento em algumas classes.

Os modelos testados, da marca Life Span, custam entre 1.299 e 2.999 dólares (cerca de 3.855 e 8.900 reais) no site da empresa – clique aqui.

Confira no vídeo a seguir como o equipamento funciona (em inglês).

Gostou desse artigo? compartilhe
Você em primeiro lugar

Junte-se a mais de 100,000 pessoas que recebem conteúdos semanais por e-mail.

Lucilia Diniz desmistifica o que significa viver bem a vida, por dentro e por fora.

Digite um endereço de e-mail válido.
COMPARTILHE ESTE POST
Instagram
YouTube
LinkedIn
Confira também